** EMPRESARIOS DO LIXO **

Loading...

sábado, 20 de agosto de 2011

** EMPRESÁRIOS DO LIXO **

Assisti a algumas semanas atrás uma reportagem especial chamada Empresários do lixo, do Jornal da Noite com Boris Casoy pela Rede Bandeirantes de televisão, a série foi exibida em três partes e retratava sobre empresários que viram no lixo, uma excelente oportunidade de negócios.
Estou compartilhando com vocês os vídeos que se encontram acima das postagens deste blog, acessem e confiram...
Empresários e Empreendedores de São joaquim da Barra e região, com o crescimento acelerado na área de construção civil, não seria viável se aproveitar deste bom momento do mercado de contrução residencial e abrir na cidade um negócio que seria ao mesmo tempo que inovador, seria do ponto de vista da  sustentabilidade ambiental, uma prestação de serviço que há muito, já se mostra necessário de se ter na cidade???
É momento de parar e estudar o caso e a possibilidade de um novo empreendimento, pois tenho andado pela cidade e percebido principalmente em bairros que estão se desenvolvendo, grande quantidade de entulhos de construção civil descartados em terrenos baldios. Para quem descartou é lixo, mas para quem tem sangue empreendedor nas veias é dinheiro jogado fora.

domingo, 14 de agosto de 2011

** PROJETO QUE PROÍBE SACOLAS PLÁSTICAS É APROVADO **

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou recentemente, em segunda votação, lei que proíbe a distribuição gratuita ou a venda de sacolas plásticas para os consumidores para o acondicionamento e transporte de mercadorias adquiridas em estabelecimentos comerciais da capital.
A lei, que vai à sanção do prefeito Gilberto Kassab, passa a valer no primeiro dia de 2012, estabelecendo o último dia deste ano como prazo final para o fim das sacolinhas plásticas nos fabricantes, distribuidores e estabelecimentos comerciais. O projeto recebeu 31 votos favoráveis e cinco contrários dos vereadores – houve 12 abstenções.
Supermercados, shoppings, lojas e afins ficam obrigados também a fixar aviso informativo, em locais visíveis ao público dentro dos estabelecimentos, com as frases “Poupe recursos naturais! Use sacolas reutilizáveis.” Por sacola reutilizável, a lei define: “aquelas que sejam confeccionadas com material resistente e que suportem o acondicionamento e transporte de produtos e mercadorias em geral”.
As penalidades por descumprimento da nova lei municipal estão atreladas à lei federal 9.605, de 1998, que fixa sanções penais e administrativas para atividades lesivas ao meio ambiente.
A legislação federal em vigor determina multas que variam de R$ 50 a R$ 50 milhões, dependendo da gravidade. A fiscalização da lei será feita pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente.
O projeto aprovado foi apresentado na Casa em 2007, mas ficou de lado até poucas semanas atrás, quando o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou que iria firmar um acordo com as grandes redes de supermercados para abolir as sacolinhas plásticas – o termo foi assinado a alguns dias atrás com a Associação Paulista de Supermercados (Apas) e também prevê a retirada total das sacolas descartáveis derivadas de petróleo até janeiro de 2012, mas não será obrigatório.
Pelo acordo, voluntário, os supermercados deixam de fornecer as sacolas gratuitamente e passam a adotar outras alternativas, como sacolas retornáveis, para o transporte das compras.

Editado por:
Fábio Mazzitelli e Rodrigo Burgarelli
Fonte: Jornal da Tarde de São Paulo



sexta-feira, 12 de agosto de 2011

** PROJETO REVIVA O ÓLEO DA EMPRESA BREJEIRO **

Comunidade joaquinense, venho por meio deste promover um apelo à toda população de São joaquim da barra e região, para que nos conscientizemos da importância de um projeto como este da Empresa Brejeiro/Orlândia; Este projeto visa a reutilização dos óleos saturados (óleo de frituras velho), a fim de que não sejam despejados em ralos de pias de cozinha e por conseguinte não venham a poluir o solo e os nossos cursos de água, causando assim sérios danos ao meio ambiente.
Vamos colaborar pessoal, pois só temos a ganhar e não nos custará nada participar, a cada 4 litros de óleo velho engarrafado em garrafas pet de refrigerante, a Brejeiro troca por uma garrafinha de óleo novo. Pontos de troca: Supermercados credenciados e Escolas públicas credenciadas.
Para quem ainda não conhece o projeto, disponibilizei o link abaixo que descreve melhor todo o processo do projeto da Brejeiro, acessem pessoal, pois informação nunca é demais...  


Fonte: Site da Brejeiro

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

** SJB DEVE GANHAR ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO EM 2012 **

A prefeita de São Joaquim da Barra, Maria Helena Vannuchi, definiu nestes últimos dias a retomada do processo para a construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do município. Segundo o que ficou definido em audiência na Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos, a obra pode ser iniciada no primeiro semestre de 2012, dependendo apenas da elaboração do projeto, da consecução da licença ambiental e da viabilização do terreno.
A prefeita Maria Helena se reuniu com o secretário Edson Giribonie e com o deputado estadual Roberto Engler. Na ocasião, Giribonie falou sobre a extensa lista de municípios que aguardam a liberação de obra do mesmo tipo, mas que encontram dificuldades em pelo menos uma de três condições necessárias. “O secretário explicou as dificuldades de orçamento e comentou ainda que muitas cidades desejam uma ETE. Mesmo assim, argumentamos que São Joaquim já tinha um processo iniciado e suspenso em 2009 e isso contou ponto a favor”, explicou a prefeita de São Joaquim da Barra.

A argumentação mencionada pela prefeita tem a ver com o esforço feito dois anos atrás para que a obra saísse. Na ocasião, imprevistos com adaptações do projeto necessárias para a obra impediram a liberação de recursos estaduais estimados, inicialmente, em R$ 6,8 milhões.

Projeto atualizado
Pelo que ficou combinado na reunião entre prefeita e secretário, o município tem até o fim de 2011 para providenciar um projeto atualizado da estação. Paralelamente a isso, precisa regularizar o terreno em que a estação de tratamento será construída e agilizar a licença ambiental do projeto dentro da Secretaria Estadual do Meio Ambiente. “Nessa última tarefa, também seremos parceiros da prefeita Maria Helena, junto aos órgãos que emitem a licença”, garantiu o secretário de Estado.

O fato de o secretário solicitar à Prefeitura de São Joaquim da Barra, através da prefeita Maria Helena, que proceda com as ações necessárias para a construção da ETE também é causa de otimismo para o deputado. “Ninguém faz projeto, ou pede projeto, de uma casa que não vai construir, concordam? Tenho convicção de que esse reinício de trabalho tem tudo para ser consagrado com a obra no ano que vem”, declarou.


Fonte: click portal notícias.